"Prepare-se para alçar os voos mais altos da sua vida!"

 

Em 10 de outubro, aconteceu a reunião do projeto +QV (Mais que Vencedoras) correspondente ao mês de outubro.

 

O evento foi marcado por orações, louvores, testemunhos impactantes e um bate-papo esclarecedor envolvendo três gerações — avós, mães e filhas.

 

 

 

Com transmissão ao vivo do Renascer Hall, a palavra foi ministrada pelas bispas Sonia e Fernanda Hernandes, com base no tema “Voos Altos”. Elas leram o texto bíblico de Daniel 6.1 a 9, que diz:

 

“Pareceu bem a Dario constituir sobre o reino a cento e vinte sátrapas, que estivessem por todo o reino; e sobre eles, três presidentes, dos quais Daniel era um, aos quais estes sátrapas dessem conta, para que o rei não sofresse dano. Então, o mesmo Daniel se distinguiu destes presidentes e sátrapas, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava em estabelecê-lo sobre todo o reino.

 

Então, os presidentes e os sátrapas procuravam ocasião para acusar a Daniel a respeito do reino; mas não puderam achá-la, nem culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem culpa. Disseram, pois, estes homens: Nunca acharemos ocasião alguma para acusar a este Daniel, se não a procurarmos contra ele na lei do seu Deus.

 

Então, estes presidentes e sátrapas foram juntos ao rei e lhe disseram: Ó rei Dario, vive eternamente! Todos os presidentes do reino, os prefeitos e sátrapas, conselheiros e governadores concordaram em que o rei estabeleça um decreto e faça firme o interdito que todo homem que, por espaço de trinta dias, fizer petição a qualquer deus ou a qualquer homem e não a ti, ó rei, seja lançado na cova dos leões.

 

Agora, pois, ó rei, sanciona o interdito e assina a escritura, para que não seja mudada, segundo a lei dos medos e dos persas, que se não pode revogar. Por esta causa, o rei Dario assinou a escritura e o interdito.”

 

Acompanhe, abaixo, o resumo:

 

Daniel alçou voos altos. Era um príncipe judeu que foi levado como prisioneiro de guerra, em uma condição de escravo, para a Babilônia. Ali, viveu uma grande reversão e tornou-se um grande governador. Por quatro reinados, foi um dos principais homens daquela terra.

 

Na posição em que ocupou, foi o melhor entre os melhores. Era reconhecido por sua sabedoria, por seu espírito excelente, por seus valores morais, por sua fidelidade e por sua fé inabalável. Mas tudo partiu de uma decisão: esconder-se para preservar sua vida ou entregá-la nas mãos de Deus e voar alto! E foi exatamente a escolha que Daniel fez: embarcou, apertou os cintos e foi, sem dúvidas e sem medo.

 

Daniel era um homem incorruptível. Por isso, a única maneira de derrubá-lo era confrontando sua fé. Acusaram-no pelo fato de ele orar três vezes por dia. Mas nada o deteve, nem mesmo a cova dos leões, pois quem estava no controle do voo de Daniel era o Senhor.

 

Se os caminhos d’Ele são mais altos que os nossos, precisamos aprender a andar neles.

 

 

Mas como?

 

Isaías 55.6 a 9: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar.

 

Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.”

 

1- Buscando ao Senhor enquanto podemos encontrá-lo

 

Está perdida? Não sabe por onde começar? Lembre-se de que Deus é o alfa e o ômega.

 

Então, comece buscando Senhor, pois é Ele quem cuidará do fim.

 

2- Invocando ao Senhor enquanto Ele está por perto

 

Clame pela presença d’Ele até que você seja tomada completamente pelo Espírito Santo.

 

3- Deixando o caminho dos perversos

 

Só voa alto quem é leve! Ou seja: quem perdoa, quem vence o mal com o bem, quem é guiada pelo sopro do Espírito Santo, quem tem uma vida de oração...

 

 

4- Tendo pensamentos positivos

 

Quando temos bons pensamentos, cultivamos bons sentimentos e, consequentemente, temos as melhores reações.

 

A nossa mente é o centro de comando do nosso corpo. Deus deu para todas nós uma capacidade de desenvolvê-la e expandi-la. Por isso, não coloque limites para o que Deus pode fazer.

 

Precisamos também ter consciência de que tudo coopera para o nosso bem. O que isso significa? Que não existem perdas, mas propósitos!

 

Passar por perdas, muitas vezes, é necessário para que ganhemos maturidade e força, e isso só eleva ainda mais o nosso valor – assim como uma peça de mármore que é trabalhada até ser transformada em uma linda escultura!

 

Essa “forma” é o que nos coloca dentro do plano de Deus! Se permitirmos, ele molda o nosso caráter. Somos como pedras brutas nas mãos d’Ele.

 

5- Convertendo-se ao Senhor

 

Deus não te criou para viver em cativeiros. Está na hora de voar!

 

 

Redação